O Festival

REDES SOCIAIS

Conheça o Festival

Inovação, inclusão, diversidade e geração de oportunidades são matrizes que guiam a realização do festival Favela Sounds. O evento surgiu em 2016 e, com cinco edições realizadas entre 2016 e 2021, já atinge a marca das mais de 100 mil pessoas impactadas presencialmente — e mais de 300 mil virtualmente. Pensado para fomentar e acelerar artistas de regiões de alta vulnerabilidade social no DF, o festival já realizou mais de 30 oficinas, 40 debates em espaços culturais, virtualmente ou em escolas públicas, 16 atividades em unidades do Sistema Socioeducativo, 110 shows em conexão direta com 17 países da África, Europa e Américas, 1 residência artística internacional (Brasília – Londres) e o Favela Talks, plataforma de articulação do mercado criativo das favelas brasileiras.

O festival ganhou visibilidade nacional através da mídia e atualmente recebe convites anuais para palestras e debates pelo mundo (Sim São Paulo/2017 e 2018, Womex/2018, Nuits D’Afrique/2019, Mundial Montreal/2019; Oslo World/2020; Future Now/2020; Cinars/2020), tornando-se uma das mais importantes plataformas de difusão de artistas brasileiros de periferia no mundo. Vale lembrar que o festival forma profissionais tanto da cadeia artística quanto produtiva no DF.  Acumula mais de 7000 empregos diretos e indiretos gerados, com destaque especial para a formação de técnicos, roadies, fotógrafos, videomakers, produtores musicais e, claro, artistas, que passaram pelas atividades do festival nos últimos seis anos.

Por pesquisas aplicadas em edições anteriores do evento, sabemos que em sua etapa anual de shows mais de 71% do público recebido reside em periferias do Distrito Federal. Este público é bastante jovem — figura na faixa etária dos 23 aos 27 anos; muito escolarizado — 45% possui ensino médio completo e 44% superior completo, além de muito diverso — apenas 57% do público se declara heterossexual, tendo 43% de público LGBTQIA+. Sabe-se também que 36% desse público tem renda de até 1 salário mínimo; apenas 11% do tem filhos; e 94% é solteiro.

Sejam bem-vindas/os ao maior festival de cultura periférica do Brasil, realizado gratuitamente todos os anos na Esplanada dos Ministérios.